em criação

02_memorias_pedra_tempo.jpg

“Memórias de Pedra/Tempo Caído” (1998) - símbolo da descentralização da dança contemporânea, das artes e da cultura - incide sobre o imaginário português. Entre 1998 e 2000 circulou por Portugal, Alemanha, Itália, Escócia, Brasil e Suécia.

Sobre 46.jpg

O encontro provocado entre artistas de duas nacionalidades tão próximas, Brasil e Portugal, que reflete sobre a violência. Corpos e movimento expõem géneros, níveis e questões sobre a ausência/presença dessa mesma violência. 

danca_ensino.jpg

A Dança e o Ensino Criativo (2019-2021) propõe o cruzamento da Dança com disciplinas curriculares, através de diferentes módulos, no âmbito dos quais é desenvolvida uma oficina de reflexão e pesquisa teórico-prática a apresentar a turmas.

capa_dossie.jpg

 

SEGUNDA 2

de PAULO RIBEIRO

(estreia out/ 2021)

 

(...)

SEGUNDA 2 É uma coreografia que se desafia a si própria, que se coloca no limiar da falha que será sempre uma aliada e não uma adversária. Uma peça que convoca algumas memórias de tantas outras e que, nos seus percursos secretos, se inspira em muito daquilo que os tempos nos têm dado. Não olhamos para a falha como obstrução, assim como não olhamos para todos os sonhos desfeitos, os impasses que teimam em ser condição de vida, as dinâmicas culturais, tantas vezes inconclusivas, a tentativa vã de fixar e construir.

 

A dança continua num lugar confinado, mas isso não nos interessa, na próxima segunda tudo vai mudar, se não for na próxima será na outra, ou na seguinte, e para isso acontecer, vamos continuar a desafiarmo-nos, a brincar, a provocar e exorcizar a falha. Vamos ser singulares e colectivos. Vamos reencontrar a festa. Vamos reencontrar o corpo. Vamos continuar a dançar.

 

Paulo Ribeiro

(o autor escreve segundo o antigo acordo ortográfico)

danca_ensino.jpg

 

A DANÇA E A MATEMÁTICA

com Pedro Carvalho

(estreia 2021)

 

O projeto A Dança e o Ensino Criativo, com duração de três anos (2019, 2020, 2021), assenta na realização de três módulos independentes, um em cada ano, com as temáticas: A Dança e a FilosofiaA Dança e a Literatura e A Dança e a Matemática. Os formadores Leonor Barata, Catarina Câmara e Pedro Carvalho assumem, respectivamente, cada um dos módulos, criando uma oficina de reflexão e pesquisa teórico-prática a apresentar a turmas de escolas desde o 1º ciclo ao ensino Secundário ou entidades de programação interessadas, da região de Viseu, assim como do território nacional, procurando capitalizar o interesse/intervenção dos alunos para as artes e cultura. Todos os módulos focam-se no pensamento transversal e de aproximação das vertentes cientifica e artística, através de práticas de questionamento entre pensamento educativo e o universo artístico.