ESTRUTURA FINANCIADA POR

logo_rodape_dgartes_branco.png

COMPANHIA RESIDENTE

logo_rodape_teatro_viriato_branco.png

PARCEIRO

CONTACTOS

Teatro Viriato 

Largo Mouzinho de Albuquerque 
3500-160 VISEU, PORTUGAL


T. 232 480 110 

M. geral@pauloribeiro.com

SIGA-NOS

  • mail_send_branco_new
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Vimeo - White Circle
antena2.png

A convite do Município de Viseu

MEMÓRIAS DE PEDRA. TEMPO CAÍDO

de PAULO RIBEIRO

Estreia/Reposição: 2019

 

05 e 06 de abril, 21h30

Viriato Teatro Municipal

75 min. aprox.

 

Conceção, coreografia, direção e espaço cénico Paulo Ribeiro

Interpretação Ana Moreno, Guilherme Leal, Joana Lopes,

Małgorzata Suś, Rafael Oliveira, Romulus Neagu e Sara Garcia

Música original Vítor Rua

Excertos de “A Portuguesa” de Alfredo Keil e de diversas músicas tradicionais portuguesas da Beira Baixa e Beira Litoral

Montagem da banda sonora Vítor Rua/Paulo Ribeiro

Vídeo João Pinto/Vojta Dukát – TATRA ART

Fotografias em “still” Vojta Dukát – TATRA ART

Montagem de vídeo João Pinto/Vojta Dukát

– TATRA ART/Paulo Ribeiro

Adaptação e Operação vídeo Tomás Pereira

Figurinos Companhia Paulo Ribeiro

Desenho de Luz João Paulo Xavier/Paulo Ribeiro

Adaptação e Operação de luz Cristóvão Cunha

Sonoplastia Vítor Rua

Apoios e financiamento Município de Viseu

sinopse

É curioso tentar falar sobre o que nos é intimamente próximo com a distância de quem passa por isso. Esta terra tem algo que a afasta do tempo, como se nele se passeasse. Povo de sobreviventes que carregam a fatalidade que lhes estreita a alma e alimenta o fado. Pedras vivas que parecem cantar o seu silêncio a memória do que nos foi particular.

 

Paulo Ribeiro, 1999

 

A convite do Município de Viseu, "Memórias de Pedra. Tempo Caído" regressa aos palcos. Vinte anos depois, o coreógrafo Paulo Ribeiro repõe a peça que inaugurou a vida da Companhia Paulo Ribeiro como estrutura residente em Viseu.