LAST at home

2020

7 min. || m/ 6 anos 

Realização e coreografia São Castro e António M Cabrita

Edição São Castro

Direção de arte António M Cabrita

 

Interpretação Ana Moreno, Ester Gonçalves, Guilherme Leal,

Miguel Santos, Rosana Ribeiro e Laura Abel (2º cast)

Música Ludwig van Beethoven

- The Late String Quartets, String Quartet nº 12 ( I. Maestoso-Allegro) 

Interpretação musical Quarteto de Cordas de Matosinhos 

Produção Companhia Paulo Ribeiro

 

Agradecimentos Beatriz Gonçalves, Danny Rico, Gil,

Maria João Costa, Pedro Rebocho e Sónia Morgado 

sinopse

LAST at home surge num momento fervilhante de ideias e de questionamento em tempos estranhos e desafiantes, marcados pela vontade de continuar a produção e a partilha artística, resgatando a peça LAST da interrupção da itinerância a que se viu obrigada.

Não existindo alternativa ao encontro com o público, senão através dos meios digitais, altera-se inevitavelmente o conceito de público e também de apresentação – perdendo-se a beleza efémera e arrebatadora de uma emoção revelada perante olhares testemunhas de um propósito comum – mas acreditando que diferentes aproximações podem gerar novas ligações. 

 

Neste contexto, desafiámos o elenco desta peça para uma (re)criação feita à medida dos tempos que vivemos. Usando os movimentos coreografados - e que estão impressos nos corpos dos bailarinos, essa matéria que os liga mesmo à distancia - não havendo relação entre o grupo mas criando o grupo essa relação entre si, estabeleceu-se o mote para dar origem a este LAST at home. E mais uma vez, a nós coube a função de os sintonizar e editar, recriando a ligação entre corpos distantes, acompanhados pela música de Beethoven interpretada pelo Quarteto de Cordas de Matosinhos, cuja presença, no palco, é visível. 

 

Respeitando este momento em que o artista faz da sua casa o palco e convida o público a fazer da sua casa a plateia, abrimos portas e janelas para que assistam neste Dia Mundial da Dança, ao que o convidamos a vir assistir num reencontro futuro, porque o que fazemos não tem outra forma de ser e estar, integralmente promovido pela mais bonita atividade humana: a de estar em relação com o outro.

São Castro António M Cabrita

Disponível em 

ESTRUTURA FINANCIADA POR

COMPANHIA RESIDENTE

logo_rodape_dgartes_branco.png
logo_rodape_teatro_viriato_branco.png

CONTACTOS

Teatro Viriato 

Largo Mouzinho de Albuquerque 
3500-160 VISEU, PORTUGAL


T. 232 480 110 

M. geral@pauloribeiro.com

SIGA-NOS

  • mail_send_branco_new
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Vimeo - White Circle

PARCEIRO

antena2.png