SINAIS DE PAUSA

2020

Duração a definir

 

Conceito, coreografia e interpretação São Castro e António M Cabrita

 

Desenho de luz Nuno Meira

 

Produção Companhia Paulo Ribeiro

 

Coprodução Teatro Viriato, Viseu; Teatro Diogo Bernardes, Ponte de Lima

 

A Companhia Paulo Ribeiro é uma estrutura financiada pela

República Portuguesa - Cultura/Direção-Geral das Artes

sinopse

“Sinais de Pausa” marca o regresso dos coreógrafos/bailarinos São Castro e António M Cabrita à interpretação. Um dueto, coreografado pelos próprios, que procura questionar como o corpo reage ao tempo e como a memória física de que somos feitos se torna matéria visível em palco.

 

Para esta criação, os coreógrafos deixam-se inspirar pelo universo da escrita de José Saramago. As fragilidades e contradições do ser humano, a invocação do passado com um olhar no presente, o diálogo que é presença constante no interior da instância narrativa, o tempo comparado a um harmónio, a desordem revolucionária do uso da pontuação - ponto final e vírgula - como o próprio gosta de chamar: sinais de pausa.

 

O corpo em ação, veículo de escrita coreográfica traduzida em movimento atlético e perspicaz, poético e de gesto simples. O corpo como o mundo. Como Saramago o vê: “O mundo tem muito mais para me dizer do que aquilo que sou capaz de entender. Daí que me tenha de abrir a um entendimento sem baías, de forma a que tudo caiba nele”.

Ponto final.

estreia

13 e 14 novembro 2020

// NANT - Festival New Age New Time, Teatro Viriato, Viseu 

ESTRUTURA FINANCIADA POR

logo_rodape_dgartes_branco.png

COMPANHIA RESIDENTE

logo_rodape_teatro_viriato_branco.png

CONTACTOS

Teatro Viriato 

Largo Mouzinho de Albuquerque 
3500-160 VISEU, PORTUGAL


T. 232 480 110 

M. geral@pauloribeiro.com

SIGA-NOS

  • mail_send_branco_new
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Vimeo - White Circle

PARCEIRO

antena2.png